Conceito Container - Novo passo para inovação

Conceito Container – Novo passo para inovação

Quando falamos de inovação de tecnologia é impossível não citarmos o conceito de Container, que apesar do nome, não é algo que vai ocupar um grande espaço em suas atividades diárias ou algo parecido, muito pelo contrário. A melhor definição para o conceito de Container pode ser colocada de maneira simples: isolar aplicações dentro do mesmo gerenciador, podendo ser de camadas diferentes de rede. Ocupando a camada que antecede à aplicação, os Containers têm por característica isolar seus processos. Assim, uma vez que uma das suas aplicações caia, os outros processos e servidores virtuais não são afetados. É possível inserir as mais variadas aplicações ou VM’S.

Conceito Container - novo passo para inovacao

Outro ponto forte dessa ferramenta é o ganho de performance que se dá pela ampla capacidade de gerenciamento de múltiplas VM’S, reduzindo a quantidade processos dentro servidor(Uma vez que essa, VM’S não estão alocadas no HARDWARE).

Sua alta disponibilidade e a facilidade de configuração, tornam mais amigável a utilização de aplicações baseadas em Containers, não precisando de um conhecimento muito avançado em servidores para gerenciar, criar e configurar uma aplicação.

Atingindo a terceira camada de rede, ele substitui o virtualizadores, servers responsáveis por armazenar e gerenciar as VM’S. A redução de custo para a manutenção desses consoles é bem notável, sendo que a maioria dos consoles não se adequa a aplicações baseadas em DEVOPS.

 

Grandes empresas de solução de T.I, já trabalham com algum tipo de Container para gerenciamento de VM’S ou outras aplicações. A alta capacidade de adequação às novas linguagens e a facilidade de atualização de pacotes, permite que problemas sejam resolvidos em pouquíssimo tempo.

Hoje as ramificações para o conceito são quase que infinitas, promovendo uma grande revolução e mudança de cultura na área de infraestrutura das empresas.

 

O conceito de Docker

Conceito Container - novo passo para inovacao

Inevitavelmente ouviremos sobre o Docker. O Docker é a solução pela qual as imagens de container são embaladas e entregues. Este processo automatizado produz imagens (efetivamente modelos) que podem ser executadas em qualquer lugar – nas instalações, na nuvem ou em uma máquina pessoal.

Da área de trabalho de um desenvolvedor a uma máquina de teste para um conjunto de máquinas de produção, uma imagem Docker pode ser criada, que será implantada de forma idêntica em qualquer ambiente em segundos. Esta história criou um ecossistema enorme e crescente de aplicativos embalados em containers Docker, com o Docker Hub, o registro público de aplicativos em container que o Docker mantém, atualmente publicando mais de 180 mil aplicativos no repositório da comunidade pública.

 

Quando você conecta um aplicativo a um container, apenas o aplicativo e os componentes necessários para executar o aplicativo são combinados em uma “imagem”. Os containers são então criados a partir desta imagem, como você precisa deles. Você também pode usar uma imagem como linha de base para criar outra imagem, tornando a criação da imagem ainda mais rápida. Múltiplos containers podem compartilhar a mesma imagem, o que significa que os containers começam muito rapidamente e usam menos recursos. Por exemplo, você pode usar recipientes para girar componentes ligeiros e portáteis da aplicação – ou “micro-serviços” – para aplicativos distribuídos e escalar rapidamente cada serviço separadamente.

Com containers, os desenvolvedores podem criar um aplicativo em qualquer idioma. Esses aplicativos são completamente portáteis e podem ser executados em qualquer lugar – laptop, desktop, servidor, nuvem privada, nuvem pública ou provedor de serviços – sem alterações de código.

 

Gostou do conteúdo ? Quer saber mais ?

mais informações

Autor: Equipe de Arquitetura e Inovação da Prime IT Service