fbpx

Inovação Corporativa e Operações como Forças Complementares

Mauren Ginaldo Souza
CEO & Founder Doutor ao Vivo

Existem muitas estratégias de mercado para implementação de inovação corporativa, várias empresas tradicionais têm seguido esse caminho em busca de diferencial competitivo. A inovação corporativa permite criar novos produtos e soluções, otimizar processos, desenvolver tecnologias, identificar oportunidades de crescimento e expansão em modelos de negócio já existentes.

Uma forma comum de viabilizar esse modelo é destinar parte dos lucros da operação para a inovação, com a expectativa que esse investimento proporcione sustentabilidade para a organização. Entender as diferenças fundamentais entre iniciativas de inovação e operação é um passo importante para início da jornada.

Um dos principais objetivos de toda empresa é ser eficiente e dar lucro. É uma meta que deve estar com certeza, no planejamento de grande parte (ou todas) das empresas. 

Avanços processuais e tecnológicos, métodos de trabalho, estratégias comerciais e de eficiência operacional estão cada vez mais difundidos e disseminados nas companhias, diante disso faz-se necessário criatividade e inovação nos negócios para destacar-se em meio a um mercado tão concorrido. Steve Jobs já dizia “a inovação distingue um líder de um seguidor”. 

Inovar em uma empresa habituada aos modelos de eficiência operacional não é tarefa simples, existem muitos desafios e diferenças fundamentais entre estratégias de operações e inovações. Para que a inovação não seja vista como um departamento que consome recursos e resultados imprevisíveis, é extremamente importante alinhar o mindset de todos na organização e entender as diferenças fundamentais entre os dois modelos.

No livro “O Desafio da Inovação”, os autores Vijay Govindarajan e Chris Trimble, dissertam sobre a complexidade na disputa de recursos humanos e financeiros em empresas de operações contínuas que implantam departamentos de inovação.

“As organizações não são criadas para executar a inovação, mas para as operações contínuas… são construídas para serem Máquinas de Desempenho”

Na visão dos autores, criar um departamento de inovação em empresas que estão habituadas a eficiência operacional é uma tarefa desafiadora. Existem conceitos e diferenças fundamentais que devem ser muito bem compreendidos para implementação de um programa de inovação:

Enquanto as operações estão em busca de eficiência, repetibilidade e resultados calculados, a inovação está atuando de forma contrária, sendo imprevisível e fazendo experimentos sem nenhuma garantia que o resultado será efetivo. Se o alinhamento de ideias e as regras do jogo não estiverem bem definidas, pode-se estabelecer um conflito.

Surge um paradoxo, empresas devem ter operações eficientes e lucrativas, e por outro lado, empresas precisam inovar para garantir diferencial competitivo, contudo a inovação é imprevisível e pode ser onerosa. Para que as duas áreas atuem de forma sinérgica, além de entender as diferenças e características individuais, é preciso respeitar a crença que move cada uma das forças:

Qual das duas está correta? 

As duas estão corretas! Pode haver muitas diferenças na execução de Operação e Inovação, porém isso não as torna forças contrárias, nesse modelo de reinvestimento dos lucros e busca pelo diferencial competitivo, elas se tornam complementares e essenciais para sustentação, equilíbrio e competitividade da empresa. Sem os lucros produzidos pela Operação, não há fundos para a Inovação. Sem a Inovação, as operações podem ao longo do tempo, tornarem-se ineficientes e sucumbir aos avanços do mercado.

Inovações podem ter modelos incrementais, escaláveis, disruptivos e serem implementadas nas organizações com estratégias de inovação aberta, conexão com aceleradoras, incubadoras, estimulo ao intraempreendedorismo, Corporate Venture Builders. Independente do modelo e estratégia, a aspiração de cada iniciativa de inovação é também tornar-se uma Máquina de Desempenho: repetível, escalável, estável e lucrativa.

Alinhar as expectativas e entender os desafios e particularidades de inovar dentro de uma empresa com operações contínuas é um passo fundamental para criação de um programa de inovação corporativa!

Gostou do assunto? Deixe seus comentários e engrandeça o conteúdo!

#inovação #inovaçãocorporativa #corporateinnovation #transformaçãodigital

Mantenha sua empresa protegida, fale agora com um de nossos especialistas.