Microserviços

Um estilo mais simples de arquitetura de sistemas

MicroServiços é um termo que representa um estilo de arquitetura de sistemas, com a proposta de que eles sejam desenvolvidos de forma mais flexível e escalável. E que, além disso, tenham manutenção mais simples do que as arquiteturas de sistemas monolíticas, que normalmente são utilizadas.

 

Dessa forma, o estilo de arquitetura de MicroServiços se caracteriza por desenvolver um aplicativo único, como uma suíte de pequenos serviços. Nesse sentido, cada um executa seu próprio processo e se comunica através de mecanismos como, por exemplo, em uma API com recursos HTTP.

Os serviços são construídos em torno de capacidades de negócios, funcionam por meio de mecanismos de deploy independentes e automatizados. Assim, há o mínimo de gerenciamento desses serviços. Além disso, eles podem ser escritos em diferentes linguagens de programação e uso de tecnologias de armazenamento de dados.

A ideia desta arquitetura é “fazer uma coisa e fazê-la bem”. Desse modo, os serviços são focados em realizar uma única função.

 

Características dos MicroServiços

 

Em alguns aspectos, os MicroServiços são considerados uma evolução das arquiteturas orientadas a serviços (SOA), mas existem diferenças. Assim, entre as características que definem MicroServiços estão:

Os serviços são pequenos, independentes e fracamente acoplados;

Cada serviço é uma base de código separado que pode ser gerenciado por uma equipe pequena;

Os serviços podem ser implantados de maneira independente;

Também são responsáveis por manter seus próprios dados ou o estado externo;

Os serviços se comunicam entre si por meio de APIs bem definidas. No entanto, detalhes da implementação interna de cada um ficam ocultos de outros serviços;

Não precisam compartilhar a mesma pilha de tecnologia, bibliotecas ou estruturas.

Uma arquitetura de MicroServiços típica contém:

Gerenciamento

É responsável por colocar serviços em nós, identificar falhas e rebalancear serviços entre nós, por exemplo.

Descoberta de serviço

Mantém uma lista de serviços e em quais nós eles estão localizados. Além disso, habilita a pesquisa para localizar o ponto de extremidade para um serviço.

Gateway de API

É o ponto de entrada para os clientes. Entretanto, eles não chamam os serviços diretamente, mas sim o gateway de API que encaminha a chamada para o back-end. Assim, pode reunir as respostas de vários serviços e retornar a resposta agregada.

eBook

Artigo

Fale com Especialista

Fale com nossos especialistas para saber mais sobre as soluções da Prime IT Solutions para seu negócio.

Veja Também

Thanks!

Fale conosco

Fale com nossos especialistas para saber mais sobre as soluções da Prime IT Solutions para seu negócio.

55 11 4133 3737

55 11 94711 0232

atendimento@primeit.com.br

Entre em contato